Categorias
Bondora Mintos Peerberry

Como começar a investir em Portugal

Ainda há poucos anos, se um cidadão comum quisesse investir algumas das suas poupanças, não haviam muitas soluções. Existia o setor imobiliário e os investimentos de ativos nos bancos. Os bancos cobravam, e ainda cobram, taxas absurdas e é preciso deslocarmo-nos até lá na maioria das situações. Os processos ainda são muito manuais e arcaicos. Em Portugal também não existe o incentivo para o investimento na educação financeira. As crianças e jovens não são ensinadas ou estimuladas para as formas como podem rentabilizar o seu dinheiro. Por estas principais razões e entraves, os portugueses não estavam habituados a investir. Deixavam o dinheiro numa conta no banco, ou no máximo investiam no imobiliário.

Hoje em dia felizmente existem muitas soluções simples, totalmente online, algumas gratuitas, ou com baixas comissões para investimento. A internet e a globalização trouxem novas plataformas e facilidades de investimento a qualquer cidadão comum, em qualquer ponto do mundo. Podemos afirmar que estamos perante a mudança do Paradigma português.

Atualmente sim, vejo jovens e adultos a procurar alternativas como plataformas de investimento coletivo, investir na bolsa, etfs, procurar bancos sem comissões, criar negócios online como lojas e-comerce, entre outros. Eu iniciei a minha pesquisa por este mundo financeiro há cerca de 2 anos. Iniciei-me nos investimentos coletivos (Os chamados p2p), depois passei para a bolsa, e de momento, além destas duas formas de investimento, estou a estudar o mundo imobiliário. Neste artigo venho deixar-vos as soluções mais simples para iniciantes: as plataformas de investimento coletivo P2P.

Sabia que atualmente pode emprestar dinheiro a particulares ou empresas de forma a ganhar juros com isso, sem sair de casa?
Sabia que esses juros podem rondar os 13% ?
Para facilitar empréstimos coletivos, começaram a surgir há uns anos as plataformas p2p. Estas plataformas permitem que qualquer pessoa, com qualquer montante, possa investir o seu dinheiro, ao emprestá-lo a particulares ou empresas num período de tempo. Como recompensa, o investidor ( que emprestou dinheiro) irá reaver o seu dinheiro acrescido de juros. Esta foi a forma mais simples que eu encontrei para iniciar o meu mundo dos investimentos. Atualmente invisto em quatro plataformas p2p, e quero diversificar ainda mais, pois quanto maior a diversificação menor é o risco e maior é a probabilidade de ter sucesso.

Quais as plataformas de empréstimos coletivos mais rentáveis e seguras de momento?

Bondora – uma das plataformas de empréstimos mais simples de investir, ideal para iniciantes Ler mais sobre Bondora

PeerBerry – uma das plataformas P2P mais rentáveis x segurança oferecida – Ler mais sobre PeerBerry

Outras Plataformas P2P: As melhores plataformas de empréstimos P2P para 2021

Sónia Reis

Por Sónia Reis

Olá, o meu nome é Sónia e sou uma investidora portuguesa de 36 anos. Partilho os meus investimentos e conhecimentos para que qualquer pessoa sem conhecimentos financeiros possa também começar a investir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.